Intervalo Cultural

Intervalo Cultural

No primeiro trimestre de 2018, tivemos na última sexta de cada mês, uma apresentação cultural durante o intervalo das aulas. A primeira apresentação teve a participação da escola de música Casinha de Abelha; na segunda, tivemos a nossa aluna do 8° ano, Manuela De Carli, que nos encantou com sua linda voz e teve o acompanhamento do nosso ex-aluno, Igor Pani, que ministra aulas particulares de guitarra. Na nossa terceira apresentação, contamos com a presença das nossas alunas Clara e Lorena, do 7° ano, Julia Goos, do 8°ano, e da nossa aluna Manuela, do 2° ano do Ensino Médio, juntamente com a escola de circo Hu le ru. A nossa última apresentação foi uma peça sobre a literatura de Cordel, com o ator Marcelo Delilo.

Projeto Profissões

Projeto Profissões

O universo profissional é muito vasto e para explorá-lo um pouco mais, o COC promoveu o “Projeto Profissões”, um jeito simples de apresentar às crianças, da Educação Infantil algumas das diversas áreas de atuação. Foi uma semana intensa, de muito trabalho, com atividades e produções que estimularam a linguagem oral e escrita e desenvolveram criatividade e raciocínio. Recebemos em nossa escola o Geólogo Rafael que contou e demostrou para as crianças a sua profissão. O Projeto Profissões é uma homenagem ao “Dia do Trabalho” e um estímulo ao respeito que todas as profissões merecem.

Dia dos Índios

Dia dos Índios

No dia 19 de abril, foi dia junto de nossas crianças, lembrarmos dos primeiros habitantes do Brasil, os Índios!!! Mostramos a inocência e a coragem de um povo que fez e faz parte do nosso dia a dia. Os índios evoluíram junto com o tempo e hoje são uma sociedade que se iguala as outras, o que para eles é uma conquista. Hoje em dia, os Índios sabem falar fluentemente não só o português, mas outros idiomas e também sabem fazer uso do computador e da internet. Os índios atualmente trabalham em empresas, são excelentes profissionais e têm um modo de vida de uma pessoa de qualquer outra sociedade. A imagem que temos dos índios no ano de 1500 deve “morrer”; afinal, nada é mais como antes, mas não poderíamos esperar que fosse diferente porque os índios são uma comunidade que faz parte de uma sociedade, e essa sociedade como todas as outras foi se modificando dentro do tempo.