Como identificar que seu filho precisa de psicoterapia?

por | 10 / ago / 2021 | blog

A saúde mental de uma pessoa é tão importante quanto a física e a emocional, mas ela nem sempre recebe a devida atenção e cuidado. Ultimamente esse assunto tem sido mais discutido, e alguns tabus estão sendo quebrados. 

Sabendo dessa importância das questões relacionadas à mente, você saberia identificar sinais de que seu filho está precisando de um acompanhamento psicoterapêutico? O COC listou neste artigo algumas dicas para ficar atento e, ao menor sinal de cada uma delas, tomar a atitude de procurar por ajuda. Confira!

Mudanças no comportamento

A infância e a adolescência são épocas de muitas descobertas e transformações, então os pais já precisam, naturalmente, ficar mais atentos às mudanças de comportamento dos filhos para detectar se algo está errado ou se é apenas uma situação pontual. 

Alguns comportamentos podem se destacar pelo excesso ou pela falta. Repare, por exemplo, se o seu filho anda muito nervoso ou se descontrolando emocionalmente com facilidade. Essas são demonstrações bastante claras de que alguma coisa está acontecendo. 

Porém, essa não é a única forma de detectar a necessidade da psicoterapia. Noites de sono desreguladas, fazer xixi na cama, ter constantes pesadelos, medo de dormir sozinho, receio do escuro, inquietação, birras, choros descontrolados e outros comportamentos semelhantes a esses devem ser analisados com cuidado pelos pais, já que as crianças e jovens estão aprendendo a lidar com os problemas e frustrações e, muitas vezes, tomam atitudes desse tipo para externalizar os sentimentos.

Falta de estímulos

Procure analisar o estímulo que a criança ou o adolescente tem ao realizar tarefas básicas do dia a dia e aquelas que fazem parte dos seus hobbies. A falta de vontade e o desânimo podem indicar que algo sério está acontecendo, e nem mesmo aquilo que o jovem gosta de fazer está ajudando a distrair sua mente.

Alimentação desbalanceada

Manter uma alimentação balanceada e rica em nutrientes é fundamental para o desenvolvimento corporal e mental dos jovens, além, é claro, de contribuir com o processo de aprendizagem.

A falta de apetite ou o excesso de vontade de comer coisas menos saudáveis pode indicar que eles precisam de ajuda. Nesse ponto, especificamente, o cuidado dos pais é ainda mais importante, pois essa mudança no comportamento relacionado aos alimentos pode causar diversos problemas de saúde, como anemia, obesidade e transtornos alimentares.

Gatilhos emocionais

Os traumas, medos, frustrações e qualquer outro sentimento podem ser causados de inúmeras maneiras, como por uma briga, uma bronca, uma nota baixa, um comentário, baixa autoestima etc. É por isso que devemos ter muito cuidado com a maneira como nos comunicamos com o próximo, e mais ainda quando são crianças e adolescentes.

Muitas vezes é difícil para a pessoa que está precisando de acompanhamento psicológico verbalizar o que está sentindo, então pode ser um desafio determinar a causa de uma mudança de comportamento. Porém, nosso corpo se comunica a todo momento, e às vezes, ao ouvir ou vivenciar algo que funciona como um gatilho, o corpo reage de uma determinada forma, e é assim que os pais podem compreender se há algo que os filhos precisam colocar para fora.

Fonte: Sistema COC- Pearson